The Maze Runner – Ordem de Extermínio

E aí galera?

 Claro que ainda não terminamos nosso posts sobre The Maze Runner! – Ebaaaaaa! – E por isso voltamos para continuar nossa série de postagens, dessa vez para falar de Ordem de Extermínio. Caso você ainda não tenha lido os posts anteriores, corre lá! Temos Correr ou Morrer, Prova de Fogo e A Cura Mortal. Mas corre mesmo. Já vamos começar.

 Bora!

 Ordem de Extermínio se trata de um prequel, ou seja, se passa anos antes de Correr ou Morrer, mais exatamente 13 anos antes. Ele volta no tempo e nos apresenta tudo o que aconteceu assim que as chamas solares atingiram a terra, devastando boa parte da vida no planeta e deixando quase tudo totalmente desolado.

 Um pequeno spoiler antecipado, mas se não quiserem ler, pulem o parágrafo – mas é coisa mínima OK? – Para bons entendedores, o simples fato de Ordem de Extermínio se passar 13 anos antes de Correr ou Morrer significa que… Isso mesmo, não temos nossos Clareanos tão conhecidos, até porque a Clareira em si ainda não existia.

Explosão solar

Uma erupção solar, só para mexer com a imaginação de vocês rsrs (Foto da Nasa)

 Diferente dos três livros que compõem a história principal, Ordem de Extermínio não consegue prender tanto o leitor. O livro é ótimo, mas encontra algumas dificuldades em nos deixar ansiosos por cada página. Era minha segunda leitura, tudo bem, porém, o que aconteceu nos outros livros não aconteceu nesse. Talvez pela falta de familiaridade com o contexto em geral.

 No entanto, o prequel é cheio de bons momentos e por vários deles conseguem deixar o leitor no mínimo curioso. Cheio de reviravoltas com um final de tirar o fôlego, mesmo que você não se sinta tão disposto, vale sim a leitura. Cá entre nós, é praticamente obrigatório ler, porque são muitas informações interessantes que nos ajudam a compreender o universo da saga.

 De agora em diante, SPOILERS! Já soltei um pequeno ali em cima hahaha então logo ia chegar ao fim a parte sem spoilers mesmo. Caso não se importe com informações adiantadas ou já tenha conferido Ordem de Extermínio, continue lendo. Do contrário, melhor parar por aí. Em todos os casos a decisão é sua 😉

The Kill Order

Quem mais compraria essa versão de tão maravilhosas que são essas capas?

 O fato de termos uma história praticamente nova torna tudo bastante fresco. Logo nos primeiros parágrafos, quando nos são apresentados Mark, Alec, Trina e Lana. A descrição da manhã, a brisa invadindo o ambiente. A sensação é boa e desperta realmente a sensação de algo novo surgindo. Era como se o frescor do vento partisse das páginas em direção ao leitor.

 Depois de ler os três livros anteriores, claro que nossa primeira reação é sentir falta de toda a galera que estávamos acostumados a acompanhar. Mas em pouco tempo nos deixamos levar pela narrativa e a cada página, nos aproximamos um pouco mais do novo grupo de sobreviventes. É fácil desenvolvermos empatia por Mark e os outros, torcendo pela vida deles assim como quando acompanhávamos Thomas e os demais. – Sim, somos iludidos mesmo.

 Reviravoltas não faltam, embora algumas pareçam desnecessárias ou cansativas. Toda hora tem um crank que sai até do ralo inesperadamente. Como no caso dos momentos no berg, quando eles se encaminham para a Cidade das Cinzas. Que saco! E ainda o pulverizador é roubado novamente. São situações improváveis demais acontecendo a toda hora, o que nos induz ao cansaço algumas vezes.

 Porém, temos coisas memoráveis também. Quando anoitece na floresta e eles encontram um grupo de lunáticos numa espécie de cerimônia religiosa, que medo!!! Mesmo lendo pela segunda vez eu fiquei totalmente assustado. Também quando Alec e Mark invadem a casamata e a presença dos dois é notada. É de tirar o fôlego. Assim como quando encontram Trina e Didi no porão de uma das casas e os cranks praticamente chovem no lugar. Sim, hora podemos sentir aquele soninho bom pela monotonia, mas somos compensados com descrições vívidas, pânico, medo e nervosismo hahaha

Detalhe capa Ordem de Extermínio

Os detalhes dessa capa são incríveis. Uma visão clara do ambiente em que a história se passa.

 Quando Mark sonha com o dia em que as chamas solares assolaram o planeta – achei muito criativo usar os sonhos para explicar tudo, – ideia essa que realmente valeu a pena, porque toda a narrativa desde o subtrans até a saída do edifício Lincoln é ótima! Além de nos presentar com detalhes presentes apenas nesse livro.

 Visto que aos poucos descobrimos que, com excessão de Didi, todos os demais estão doentes, a descrição de como o Fulgor afeta o cérebro é vista de um ângulo totalmente diferente. Os acessos de raiva de Mark, Alec não conseguindo formular simples linhas de raciocínio sequer, o desejo e prazer na morte dos outros, como quando Mark prensa o piloto na porta do berg ou atira o crank no propulsor. Impossível não lembrar de Newt 😦

 Com um final que pode tanto agradar quanto despertar a indignação por parte de muitos, vemos que realmente a imune Didi (se você ainda não sabe, é a Teresa) era a única que teria condições de sobreviver. A cura não era uma realidade e caso alguém doente atravessasse o transportal, como o próprio livro deixa claro, seria ainda mais catastrófico. Trina, que havia perdido a memória, se lembra de Mark num último instante, antes que, tirando nosso fôlego, o berg pilotado por Alec destruísse o prédio impedindo que os funcionários loucos da CPC (Coalisão Pós-Chamas) atingissem seu objetivo, mas dando fim as vidas de todos. – Foi bem “uau” esse final.

 E estamos finalizando por aqui também. Falta só mais um livro! E assim estamos preparados para a chegada de The Fever Code! Esperamos que estejam tendo ótimas leituras. Continuem de olho, pois logo voltamos.

Anúncios

Um comentário sobre “The Maze Runner – Ordem de Extermínio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s